quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Bota se reúne por Willian Arão, mas jogador tem ofertas de Fla e Palmeiras


O fim da temporada se aproxima, e o Botafogo corre para renovar com Willian Arão, que tem contrato até dezembro. Nesta quinta-feira, dirigentes do Alvinegro se reuniram com Flávio Arão, pai e empresário do jogador. Em pauta, a possível extensão do vínculo até 2017. Apesar do desejo de manter o atleta, o Bota enfrenta forte concorrência. Segundo o GloboEsporte.com apurou, Flamengo e Palmeiras entraram na disputa e acenam com ofertas salariais superiores. E já teriam direito a assinar um pré-contrato.
No encontro com dirigentes do Botafogo - com a presença de Antônio Lopes e do novo vice de futebol, Antônio Carlos Azeredo de Azevedo - o Alvinegro deixou claro que pretende exercer cláusula de prioridade pelo jogador. Foi apenas a primeira reunião. Flávio Arão assumiu recentemente a carreira do filho, que rompeu com o antigo empresário.
- O primeiro contato foi bom, mas não tivemos nenhuma novidade – resumiu o pai do jogador.
O Flamengo, através do diretor executivo Rodrigo Caetano, disse "que não comenta sobre o próximo ano". Mas, caso o Rubro-Negro quisesse contar com o jogador ainda para o restante da temporada, não haveria impedimento pelo número de partidas disputadas, já que Fla e Bota atuam em séries diferentes. Mas as movimentações são para acerto de um pré-contrato, já que nenhuma das partes envolvidas trabalha com a hipótese de Arão deixar General Severiano antes do fim do vínculo, em dezembro. 
O Botafogo aposta em uma cláusula de prioridade para estender o contrato por mais dois anos. Caso a exerça, Willian Arão só poderia sair com o pagamento de multa rescisória. A questão salarial, no entanto, é o ponto de discórdia. Com ofertas superiores, o volante espera ser valorizado pelo Botafogo. 
Flamengo e Palmeiras tem ideias semelhantes para contar com o jogador, e estudam salários bem mais altos dos que Arão recebe hoje no Botafogo. O Rubro-Negro, porém, teria sugerido um ano a mais de contrato em relação à proposta da equipe paulista.   
Ofertas e chateação
Willian Arão chegou ao Botafogo em janeiro com salário abaixo do teto estipulado pelo Botafogo. O bom desempenho no Campeonato Carioca rendeu ao volante aumento de 30%. No acerto, ficou entendido que, em caso de renovação no final do ano, o valor seria aproximadamente dobrado. Na primeira conversa, no entanto, o Botafogo ofereceu menos, o que deixou o volante contrariado. 
O Cruzeiro também demonstrou interesse em contar com o jogador do Botafogo na próxima temporada e foi o primeiro clube a fazer uma oferta. O negócio, no entanto, esfriou nos últimos dias.
Titular absoluto desde o início da temporada, Willian Arão realizou 42 jogos e marcou quatro gols com a camisa alvinegra.
Fonte : Globo

Nenhum comentário:

Postar um comentário