quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Paredões de Som proibidos no Carnaval do litoral

05



Polícia vai montar barreiras para impedir paredões de som no litoral.
Durante a reunião para definir esquema que será montado no litoral piauiense em todo carnaval, o secretário estadual de turismo, Flávio Junior, disse que serão montadas barreiras policiais nas BRs que passam pelos municípios de Buriti dos Lopes e Camocim no Ceará para impedir a entrada de paredão de som que ultrapassem os decibéis permitidos pela Lei do Silencio.
“Sabemos de muita reclamação de moradores no litoral por desrespeito a lei do silencio, muitas vezes eles reclamam para que os donos de paredões abaixem o volume e eles não atendem ao pedido o que acaba gerando confusão que as vezes vai parar na delegacia”.
“Então estamos tomando essa providência para que a lei do silêncio seja respeitada e a paz fique garantida durante o carnaval”, disse o secretário.
Ele também informou que vão ser realizadas campanhas visuais e de conscientização para que os carros não adentrem a areia da praia. A secretaria já está tomando providências para que isso aconteça já este ano.
Ele informou também que há um plano, para os próximos anos, para fazer com que veículos automotivos não circulem nas faixas de praia do município de barra grande.
“Isso vai ser a longo prazo. Vamos começar com campanhas educativas, para que daqui alguns anos os carros não entrem nas ruas da cidade, porque o fluxo acaba ficando muito grande e atrapalhando até os próprios moradores”.
Na reunião de hoje, foi informado que mais de 100 policiais farão a segurança em todo o litoral. São 30 policiais civis e mais alguns delegados que vão estar atuando em Cajueiro da Praia, Luís Correia, Parnaíba e Barra Grande.
Além disso, oito policiais vão trabalhar diariamente fazendo investigações de crime como roubos ou arrombamentos.
O gerente de policiamento do interior, Willame Morais, disse que o efetivo de policiais vai ser reforçado durante o carnaval e que, durante esse período, é proibido que os policiais tirem férias, para evitar a redução do efetivo no esquema de segurança.
A vigilância sanitária informou que já estão sendo feitas campanhas educativas com ambulâncias e junto aos próprios turistas, para que não joguem lixo em local inadequado.
Estiveram presentes na reunião representantes do Detran, polícias civil e militar e vigilância sanitária. O secretário lamentou a ausência de representantes da Agespisa e da Eletrobras.
Fonte: Jornal da Parnaíba.


Nenhum comentário:

Postar um comentário