quinta-feira, 16 de junho de 2016

Chefe Do Tráfico De Drogas Preso Na Operação ‘Açougue’ É Trazido No Avião Da Polícia Federal Para Parnaíba


5 presos desembarcaram na tarde desta quinta-feira (16), no aeroporto internacional de Parnaíba. Eles foram presos na operação Açougue, desencadeada pela Polícia Federal nas cidades de Caldas Novas (GO), Anápolis (GO), Ceilândia (DF), Teresina (PI) e Parnaíba (PI).



Fabiano, apontado pela Polícia Federal como principal fornecedor de drogas

A Delegacia de Polícia Federal em Parnaíba, deflagrou no último dia 9 de junho, a operação denominada “Açougue” em alusão a um negócio de fachada na cidade de Parnaíba, para lavar o dinheiro obtido com a venda de drogas (Reveja aqui: Polícia Federal realiza Operação Açougue em Parnaíba. Mais de 80 policiais envolvidos). Durante a operação, além dos revendedores em Parnaíba, também foram presos os fornecedores, chefes do tráfico de drogas, que atuavam trazendo drogas direto do Paraguai e distribuindo em vários estados do Brasil.
O chefe da quadrilha, e também considerado de alta periculosidade, foi preso nessa operação, identificado como Fabiano, ele é acusado dentre outros crimes, de ordenar o assassinato dos irmãos Luizinho e Zezinho em Parnaíba, por dívidas de droga. Em abril de 2015, Luizinho foi preso com quase meia tonelada de drogas entre maconha, crack e cocaína.

Com as sucessivas apreensões pela Polícia Federal e Polícia Militar em Parnaíba, não foi possível para os irmãos honrar com o pagamento das mesmas junto ao seu fornecedor (Fabiano), motivo esse que colocou os irmãos parnaibanos na lista para serem executados.

Os 5 presos trazidos para Parnaíba, dentre eles duas mulheres, foram encaminhados ao Posto Avançado do Instituto Médico Legal, e logo em seguida levados para a Penitenciária Mista de Parnaíba Fontes Ibiapina.

Um forte esquema de segurança foi montado com homens da Polícia Militar e Agentes Federais, desde o aeroporto até o destino final, a penitenciária de Parnaíba.
Bruno Santana / Tribuna de Parnaíb

Nenhum comentário:

Postar um comentário