quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Candidatos falam de propostas de governo em debate na Rede MN

Image title
Considerações finais
Os candidatos tiveram, cada um, um minuto para as considerações finais. A ordem das falas foi definida por sorteio. 

Gerivaldo Benício
"Parnaibanos venho aqui, em primeiro lugar, dizer da satisfação que eu tenho em estar aqui disputando uma cadeira como prefeito de Parnaíba. Estou preparado para essa missão, passei 20 anos como vereador, trabalhando, lutando, reivindicando, apresentando emendas e requerimentos que infelizmente não foram executados. E agora, como prefeito, vou ter a oportunidade de atender a você, parnaibano, que esta no bairro carente que tanto me pediu aquelas obras necessárias, nos vamos ser o prefeito que vamos fazer aquelas obras que a população quer, lutar pelo básico, não adiantar começar por cima, tem que começar pelo essencial, pelo necessário”.
Gerivaldo Benício
Mão Santa
"Parnaibanos, eu sei que eu terei que morrer um dia e quando isso acontecer, digam que eu morri como nasci e como vivi, orgulhoso de ser parnaibano. Eu estou aqui por amor, quem ama cuida. Eu quero cuidar das criancinhas abandonadas, sem creche, dessa mocidade que está desamparada, desencantada, desestimulada e às vezes até drogada porque eles abandonaram. Nós vamos fazer o melhor programa social que vai ser a luz para o Brasil: Minha empresa, Minha Vida, vou transformar a mocidade em empresários utilizando o Banco do Povo, que fiz funcionar quando governador, dando um crédito a quem quer ter um negócio e impedir que se façam compras fora, tudo será lá em Parnaíba". 
Mão Santa
Florentino Neto
"Parnaibano, com muito orgulho eu recebi o seu voto para ser prefeito municipal. Tenho a consciência de que nesses 3 anos e 7 meses busquei com todas as minhas forças, trabalhando todos os dias para honrar o seu voto de confiança. Podemos fazer muitas coisas juntos, tudo não foi feito por mim, não sou egoísta, fizemos juntos, eu e vocês. Trouxemos o tratamento do câncer para Parnaíba, conseguimos incentivar dois cursos de Medicina, Parnaíba tem 14 mil estudantes universitários, conseguimos implantar o polo de desenvolvimento tecnológico, recuperar o mercado da guarita, conseguimos recuperar a Praça da Santa Casa, levamos pavimentação. Nós temos que continuar levando nossa Parnaíba para frente, para que ela possa seguir em frente rumo, cada vez mais, ao desenvolvimento”.
Florentino Neto
Tererê
"Parnaibanos, eu peço o seu voto para que eu possa instalar uma auto-escola publica municipal para que você não seja perseguido e tenha tomado seu transporte. Eu quero ser prefeito para que eu possa instalar um pronto socorro infantil, que foi prometido no governo passado e não foi feito. Eu quero instalar um pronto socorro do idoso para cuidar dos nosso velhinhos, eu quero fazer postos de saúde especializados em Ginecologia em cada região da Parnaíba. Eu quero trabalhar por vocês principalmente na saúde, quero investir no plano de cargos e salários do médico para que ele tenha mais vontade”.
Tererê
Segundo Bloco
Candidato pergunta para candidato.
Quem começou o segundo bloco foi o candidato Gerivaldo Benificio que fez a pergunta para o candidato Tererê.
Tererê iniciou a pergunta falando que Parnaíba cabou de perder a Academia de Policia, e que as escolas da cidade estao sendo assaltadas, Segundo ele, hoje Parnaíba tem um índice muito alto de homicídios, dados da Policia Militar de Parnaiba,  e que ultimamente as familias têm ficado reféns em suas residencias por falta de segurança. Então, ele pergunta, qual o seu programa de governo para segurança de Parnaíba.
Ao responder, Tererê enfatiza que hoje o  problema de segurança é nacional, não é estadual nem municipal.  Ele disse que afinal,  o Governo do PT nunca quis investir em segurança. Ele conta que quando foi deputado, muitas vezes entrou com requerimento pedindo para que pudesse ter concurso para Polícia Militar,  porque o contigente de Parnaiba é muito pequeno, e diz que algumas vezes conseguiu. "Uma vez 500 militares, nao foi feito concurso para 500, foi feito concurso com pouco menos de 200 e nesse momento o que a gente pode dizer, no meu casso é que eu não teria e nem posso pegar a responsabilidade do Governo Federal e fazer a segurança", disse. Ele enfatizou que tem um  projeto melhor, que é de atrair através de geração de emprego, facilitar através de oportunidades para que empresas sejam atraídas para investir na cidade. Facilitar a entrada de empresas no município com  incentivo fiscal, doação de terrenos no polo industrial e enfatizou que gerando emprego a marginalidade diminui. "Às vezes as pessoas se tornam bandido por falta de oportunidade", disse o candidato.
Tererê, em sua tréplica, comenta alertando os parnaibanos que essas promessas não entra mais na mente de ninguém, porque as empresas não são vistas. Ele conta que andando a passo lento na ZPE, onde ele requereu em dezembro de 2007 sua instalação, mas que foi ignorado, mas que ele deu início, e que quando perguntou a Florentino ele acha que a resposta foi desviada. Que Florentino levou uma mensagem que não é verdadeira.
Ele disse que perguntou sobre a Vickstar porque Florentino garantiu os empregos, que mandou os jovem levarem seus currículos, que entrevistas foram feitas e o que aconteceu foi decepção, pois não conseguiram esses empregos prometidos.
Florentino alegou que respondeu a pergunta do Tererê e afirma que apenas disse que os investimento precisam de um tempo para serem efetivados e que citou como exemplo o prédio da faculdade, que passou dois anos construído que a oposição não acredito, mas que hoje ela é uma realidade onde cerca de 160 alunos de medicina estudam lá.
Em outro momento, Florentino Neto faz pergunta para Mão Santa. "Candidato qual sua política para a atenção para pessoas com algum tipo de deficiência física e mental?"
Mão Santa responde dizendo que é decepcionado com a administração e que nunca viu um descaso, um sofrimento do povo para ter uma consulta. Afirmou que Florentino está numa situação ruim.
Ele disse que quando foi candidato a prefeito há 20 anos, Parnaíba havia dois hospital, um pronto socorro médico odontólogico e o Hospital Dirceu Arcoverde que foi colocado como Hospital Municipal. Ele disse que Teresina tem 16 hospitais municipais e que na atual administração não há nenhum e que na gestão dele fará três hospitais municipais. Disse que deixou a ainda na prefeitura, em sua gestão, um hospital psiquiátrico.
Image title
Na réplica. o candidato Gerivaldo disse que tem a proposta para segurança de Parnaíba. "Vamos criar o "Parnaíba mais segura," um projeto onde nós vamos instalar sistemas de monitoramente nas principais avenidas e bairros de Parnaiba. esse sistema já fucnionou nas grandes cidades do país. Vamos  instalar na entrada de cada bairro guaritas fixas, não é um PPO, é um sistema onde ali teremos o policiamento com uma pessoa preparada aocmpanhando todo o movimento que acontece na cidade e dentro da propriai Polícia Militar nós teremos um sistema integrado de comunicacão com todas forças de segurança para que em pouco tempo nós consigamos resolver os problemas dos  assaltos e homicidios que ocorrem em nossa cidade", ressaltou Gerivaldo.
Em seguida, Tererê fez pergunta para Florentino Neto. Lembrou que o candidato tem 12 anos no governo municipal e o que nesse tempo vê-se uma saúde precária, uma falta de geração de emprego e que não hovue preocupação de atrair emrpesa. Lembrou uma entrevista que Florentino concedeu na TV Costa Norte prometendo 3.000 empregos. 
O candidato Florentiino Neto respondeu dizendo que a política  de atração de investimento é uma política que todo governo deve se preocupar, porque ela gera empregos, oportunidades e renda. Ele disse ter a consciência  muito tranquila, porque a ZPE um projeto de mais de 30 anos parados, tem duas indústrias se instalando lá, nós trouxemos uma industria de beneficiamento de vidros, que esta sediada na BR 343, lá nós temos mais de 100 pessoas com empregos diretos. "Quando levei para Parnaíba, fiz a doação do terreno e levamos a Lesvapi, uma faculdade particular que gera mais de 150 empregos, nós levamos aquela universidade para lá, ela construiu o seu prédio que passou dois anos para ter autorização para funcionar, toda oposição dizia que não ia funcionair, mas temos lá 160 estudantes de mediciina se formando lá. A Vickstar está passando por  problemas repentinos, mas ela tem afirmando que seu plano de negócios do investimento em Parnaiba é uma realidade e que ela vai implantar esses empregos lá. Eu gostaria de dizer que nosso governo não parou, implantamos esse polo de desenolvimento tecnologico, hoje 8 empresas estão instaladas lá gerando empregos mais de 60 empregos diretos, esse polo gerou o que uma empresa está fazendo a informatização de todos os cartórios públicos do piaui. Isso é investir em empregos", concluiu.
Primeiro bloco
O primeiro candidato a fazer a pergunta foi Florentino Neto, que dirigiu a pergunta ao ex-governador Mão Santa. O atual prefeito perguntou ao ex-governador Mão Santa sobre os seus planos para o reordenamento urbano de Parnaíba. 
Na resposta, Mão Santa afirmou que pretende reconstruir a cidade de Parnaíba e fez uma critica ao atual prefeito que, segundo ele, só realizou obras estruturantes no centro da cidade. "Vossa excelencia tem tido cuidado com o Centro, mas, o resto da cidade está degradada", disse Mão Santa. 
Na réplica, Florentino Neto destacou que tem obras realizadas na cidade, dentro de uma política de reorganização. E citou obras que o ex-senador não havia concluido quando foi prefeito de Parnaíba, informação negada por Mão Santa na tréplica, em que disse ter sido um dos prefeitos mais bem avaliados do Piauí. 
Em seguida, foi a vez de Mão Santa perguntar ao candidato Tererê, que destacou em sua fala que chegou a hora de a população ter uma maior atenção ao que está acontecendo na cidade e fiscalizar mais os governantes. "É hora que a população punir os governantes que não geriram a cidade da melhor maneira", disse Tererê, em tom de critica aos candidatos que já foram prefeitos de Parnaíba.  
Durante a fala de Tererê, o atual prefeito de Parnaíba, Florentino Neto, sentiu-se ofendido e pediu um direito de resposta, que foi negado pela equipe jurídica que acompanha o debata. 
Na sequência, Tererê perguntou ao candidato Gerivaldo Benício sobre os planos do candidato para resolver os problemas estruturantes da cidade. Gerivaldo respondeu afirmando que a cidade de Parnaíba cresceu de forma desordenada e que, por isso, falta estrutura ao bairro mais distantes do centro e destacou que apenas 20% das ruas da cidade são asfaltadas. 
Na réplica, Tererê criticou a resposta do oponente afirmando que esperava que o mesmo falasse sobre seus planos de recuperação dos lagos e rios que cruzam a cidade, além do problema causado pelo lixão da cidade. Gerivaldo rebateu afirmando que a pergunta que Tererê havia feito foi sobre infraestrutura e não sobre meio ambiente. 
Em seguida, Gerivaldo Benício perguntou a Florentino Neto sobre os investimentos de sua gestão na educação. Florentino Neto respondeu que em sua gestão paga o piso nacional dos professores, institituiu um plano de carreira para os professores e reformou escolas e está contruindo duas creches. 
"Nós temos visto na educação básica é que as escolas estão sendo fechadas, assaltadas por falta de vigilantes, os professores insatisfeitos pelos atrasos”, rebateu Gerivaldo Benício. 
Florentino rebateu afirmando que os salários estão em dias, sendo pagos dentro do mês, além de ter feito investimentos nas escolas, com merenda controlada por nutricionistas, além de fundar a Escola Parnaibana de gestão para capacitar os docentes.
Fonte:Meionoorte


Nenhum comentário:

Postar um comentário