segunda-feira, 12 de junho de 2017

Após anos de perdas, produtores de caju esperam safra recorde no Piauí


Depois de anos de perdas, o setor da cajucultura no Piauí está animado com a safra deste ano. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a expectativa é de 27 mil toneladas de castanha de caju. 

Para aumentar a produção e evitar prejuízos do passado, o produtor Delmar Siqueira, em São João da Varjota, Sul do Piauí, decidiu investir nos dois hectares de caju. Todos os cajueiros são 100% irrigados, cada pé recebe 100 litros de água por dia. 


A colheita com duração de cinco meses está prevista para iniciar final de junho e tem tudo para superar os números do ano anterior, que foi de 35 toneladas. A técnica de irrigação é um dos principais contribuidores para este aumento. 

"Acreditamos que por estar mais consolidados, conhecendo melhor esta técnica, nos antecipando a toda parte fitosanitária do pomar, a gente vai ter uma produção igual ou 20% maior", destacou o produtor. 

O Piauí produz em média por ano cerca de 12 mil toneladas de castanha, que ainda não é suficiente para atender a demanda. "Ano passado foram 200 mil mudas entregues, este ano já estamos em 600 mil e só não foi distribuída mais porque os riferistas estavam sem condições financeiras de produzir mais", comentou o presidente da Câmara Setorial do Caju, Lenildo Lima. 

O diretor de Pesquisas Agropecuária, Pedro Andrade, lembrou das áreas reduzidas nos últimos quatro anos e que em 2017 a expectativa de produção é de 25 mil toneladas.

Fonte: G1 PI/Por Clube Rural 

Nenhum comentário:

Postar um comentário