domingo, 29 de novembro de 2015

Parnahyba planeja folha de R$ 120 mil e oito parceiros na camisa em 2016

O Parnahyba tem evitado criar alarde sobre o possível novo técnico da próxima temporada. Enquanto a diretoria ganha tempo com as negociações em curso, o presidente Batista Filho tem buscado confirmar acertos com patrocinadores para definir o valor da arrecadação do clube em 2016. O Tubarão espera contar com cerca de R$ 120 mil mensais para os custeios das despesas do time nas disputas do Campeonato Piauiense e Copa do Brasil. 


De acordo com o planejamento azulino, oito patrocinadores devem estampar suas marcas na camisa do time: três frontais, um em cada manga e três nas costas. Ao todo, o caixa do Tubarão pode receber até R$ 80 mil apenas com uniforme. A empresa que vai ficar responsável pela política de marketing do clube do litoral é a QI Publicidade.


- Para quem quer disputar título, um planejamento destes é fundamental. A gente sabe que é um campeonato diferente e precisamos nos fortalecer. Pedimos um tempo desta história de técnico para nos dedicarmos a parte financeira. Temos um encontro com nosso diretor de marketing e com o pessoal da agência para definir isso tudo. Até resolvermos isso, por volta de quarta, não vamos falar de técnico – explicou Batista Filho.

Com o estádio Piscinão como local de jogos no estadual, o Parnahyba estuda utilizar placas de publicidade para ampliar as formas de arrecadação.
Camisa: R$ 80 mil (previsão)
Placas de publicidade
Bilheteria
Nota fiscal: R$ 25 mil 

Há nove meses, o Tubarão recebe mensalmente R$ 25 mil oriundos de uma campanha de notas fiscais que destina parte dos impostos arrecadados com notas fiscais à entidades esportivas de Parnaíba. O programa “Nota Fiscal Parnaibana” premia no décimo dia do mês uma entidade vinculada ao desenvolvimento do desporto que for mais indicada entre os cidadãos contemplados. A Prefeitura Municipal de Parnaíba informou que o valor é sorteado pelas extrações da Loteria Federal, promovida pela Caixa Econômica Federal. O torcedor pode indicar o Parnahyba após a emissão da nota fiscal de prestação de serviços. A premiação está prevista para acontecer todo dia 20 de cada mês.

Apesar da correria nos bastidores para garantir o custeio da próxima temporada, a formação do time, segundo Batista Filho, está encaminhada. A proposta do dirigente é repatriar parte da base azulina que conquistou o inédito título da Copa Piauí este ano. O time campeão pode ter renovados os contratos de Ribamar (goleiro), Gilmar Bahia (zagueiro), Marcos Gasolina (zagueiro), Renan (zagueiro), Luciano (volante), Totonho (volante) e Idelvando (meia) - alguns deles disputam a 2ª Divisão do Campeonato Piauiense. Didi (zagueiro), Vitinho (meia), Pio (zagueiro) e Sorin (volante) têm contrato com o Tubarão até dezembro de 2016. Dia 2 de janeiro começa a pré-temporada do elenco azulino.

Fonte: Globo Esporte/pi

Nenhum comentário:

Postar um comentário